Basilisco – O lagarto-jesus-cristo

O nome basilisco é muito comum na cultura popular. Existem diversas lendas sobre criaturas temíveis e perigosas das mais variadas formas e tamanhos que podem destruir tudo apenas com um olhar. Mas dentre todas as características que o descrevem apenas uma descreve corretamente o animal que falaremos aqui. É dito que o basilisco possui uma coroa ou crista em sua cabeça, o que dá jus ao seu nome, que traduzido do grego, significa “pequeno rei”.

Os basiliscos na realidade são lagartos pequenos e inofensivos de no máximo 75 cm que vivem na América Central e do Sul. Se alimentam de ovos, flores, frutos, insetos e pequenos peixes.

Basilisco marrom

Imagem de ryanacandee CC BY 2.0 via Flickr

Uma de suas características mais marcantes são as grandes cristas que os machos possuem na cabeça, no dorso e na cauda. As fêmeas também possuem cristas mas são reduzidas em relação aos machos, assim como seu tamanho corporal. Com sua aparência distintiva e corpo pequeno, acaba por ser um alvo fácil para predadores maiores. Por tal motivo, essa espécie desenvolveu um novo método de fuga, que o torna inconfundível – o poder de correr sobre a água.

Sim, o basilisco literalmente corre sobre a água. Suas patas traseiras possuem escamas que se abrem quando entram em contato com a superfície da água, aumentando a superfície de contato.

Então, ao bater seus pés sobre a água, cria bolsões de ar que o mantêm suspenso sem afundar, enquanto mantiver a velocidade de sua corrida.

A cauda longa e pesada do basilisco também é um fator primordial para a sua corrida. Sem ela, ou até mesmo sem alguma parte dela, o lagarto já não conseguiria manter sua corrida. Sua cauda atua como um contrapeso para seu corpo. Ela também compensa as mudanças no centro de gravidade à medida que corre, além de ser eficaz para fornecer mais impulso.

Basilisco verde correndo sobre a água

Basiliscos podem correr sobre a água por vários metros – algumas espécies mais do que outras – mas eventualmente a gravidade fará o seu trabalho. Quando isso acontece, eles simplesmente porão em prática suas ótimas habilidades de natação.

Mesmo sendo um lagarto inofensivo e uma presa fácil para diversos animais, o basilisco dá tudo de si para conseguir escapar de seus predadores. O fato de correr sobre a água é tão surpreendente que, se um ser humano fosse imitar tal proeza, teria que correr a mais de 100 km/h para poder fazê-lo.

Corridas verticais também podem ser observadas em vários outros lagartos – por exemplo, o lagarto de gola ou o lagarto de colar. Porém o basilisco é o único que consegue correr sobre a água e, por isso, é conhecido como “lagarto-jesus-cristo”.

Há uma imensa diversidade de animais que desenvolveram métodos únicos para poder sobreviver e, num mundo tão vasto, cada dia descobrimos novas formas de vidas e novas maneiras de viver em meio aos perigos da natureza selvagem.


Leia mais em:

Richard C. Snyder - Bipedal Locomotion of the Lizard Basiliscus basiliscus

Wonderopolis.org - How Does the Basilisk Lizard Run on Water?

Wikiwand - Basiliscus